Centro de Estudos de História Religiosa
Pagina Inicial
Início | Voltar | Imprimir

Encontros Científicos

29 de outubro - Conferência pública «Os últimos anos da Missão Jesuíta na Etiópia: explicar e compreender a derrota»

Dia: 29 de outubro 2013, 18h
Local: sala 421 (2º piso do ed. da Biblioteca, UCP, Lisboa)
Entrada livre.

Leonardo Cohen* (CEHR-UCP; Univ. Ben-Gurion do Negev e Univ. Aberta de Israel)

 

 

 

Os últimos anos da Missão Jesuíta na Etiópia:
explicar e compreender a derrota

 

Propomo-nos examinar a perspetiva dos católicos etíopes e dos missionários jesuítas acerca da sua própria derrota na Etiópia em 1632, quando, vencidos, partiram para o exílio. Como é que a derrocada de uma religião que recentemente tinha sido vitoriosa pode ser explicada? Como é que essa derrota histórica pode ser explicada? Esgotou o Patriarca católico Afonso Mendes todas as possibilidades de negociação de modo a fortalecer e a proteger o catolicismo?

Esta investigação pretende identificar a compreensão dos Jesuítas relativamente à nova situação, bem como as limitações pessoais e culturais do Patriarca católico durante o processo de adaptação para uma tradição cristã não-Católica. Como será demonstrado, os interesses de Trento estiveram sempre presentes nos atos dos Jesuítas, nomeadamente os atos do Patriarca. Mendes era um devoto portador do catolicismo pós-tridentino, e na sua perspetiva, o catolicismo na Etiópia fez todas as concessões possíveis, expecto quando estas eram consideradas opostas ao direito divino. Como demonstraremos, o problema para os missionários estava enraizado no "temperamento permissivo" da aristocracia etíope que conduziu à heresia e ao cisma. O Patriarca católico procurou exercer maior rigidez eclesiástica e disciplinar, insistindo na necessidade de aumentar a catequização dos fiéis e a sua evangelização, recusando conceder a comunhão sob ambas as espécies sem o consentimento do Papa e promovendo missas católicas em detrimento das tradicionais missas etíopes.
Em resumo, Mendes defendeu a promoção de um catolicismo homogéneo e disciplinado, tentativa que acabou por falhar. Assim, tentaremos mostrar a perspetiva dos Jesuítas sobre a sua própria derrota, procurando explicações a nível político, ritual e temperamental. A par disso, explicar-se-á qual a situação em que os Jesuítas foram presa dos ditames eclesiásticos do seu tempo e quais foram as suas tentativas para manobrar e adaptar-se à realidade circundante dentro dos parâmetros impostos pelo catolicismo tridentino.


The Last Years of the Jesuit Mission in Ethiopia:
Explaining an Comprehending the Defeat

This paper examines the perspective of the vanquished Ethiopian Catholics and Jesuit missionaries regarding their defeat in Ethiopia in 1632, as they went into exile. How can the debacle of a religion that had only recently been victorious be explained? How can that historical defeat be understood? Did the Catholic Patriarch Afonso Mendes exhaust all possible negotiations in order to strengthen and secure Catholicism?
This investigation intends to identify the Jesuit understanding of the new situation, as well the personal and cultural limitations of the Catholic Patriarch during the process of adaptation to a non-Catholic Christian tradition. As it will be shown, the issues of interest at Trent were ever present in the missionaries' doings, and specifically those of the Patriarch. Mendes was a devoted bearer of post-Tridentine Catholicism, and in his view, Catholicism in Ethiopia made all possible concessions, except when these were considered against divine right. As we will show, the problem for the missionaries was rooted in the "permissive temperament" of Ethiopian aristocracy which guided it back to heresy and schism. The Catholic Patriarch sought to exert greater ecclesiastical rigidity and discipline, insisted on the need to increase the instruction of believers and their evangelization, refused to concede communion under both species without the Pope's consent and promoted Catholic masses in detriment of the traditional Ethiopian masses.
In summary, Mendes urged the promotion of a homogeneous and disciplined Catholicism, an attempt which ultimately failed. Therefore, this article seeks to show the Jesuit perspectives on their own defeat, looking for explanations on the political, the ritual and the temperamental level. As well, we will determine the extent to which the Jesuits were prey to the ecclesiastical dictates of their time and the extent to which they went to do everything possible to maneuver and adapt to the surrounding reality within the confines which Tridentine Catholicism itself imposed on them.

Cartaz 

* Leonardo Cohen é bolseiro de pós-doutoramento da FCT, com o CEHR como Instituição de acolhimento.



| Voltar |


Topo
Logotipo Acessibilidades

Centro de Estudos de História Religiosa
Tel.: (+351) 217 214 130
E-mail: cehr@ft.lisboa.ucp.pt
Web: www.cehr.ft.lisboa.ucp.pt

Universidade Católica Portuguesa > Lisboa > Porto > Braga > Viseu
Página Inicial