Centro de Estudos de História Religiosa
Pagina Inicial
Início | Voltar | Imprimir

Grupos de trabalho

Poder, movimentos e instituições

Coordenação
Paulo F. de Oliveira Fontes e Nuno Estêvão Ferreira

Descrição
Esta linha temática foi definida de modo transversal do ponto de vista epocal, visando o estudo da religião, nas suas diversas tradições, formas de expressão e conjunturas históricas, privilegiando-se a observação e análise de dinâmicas, representações e práticas sociais na sua relação com os processos de institucionalização que têm o religioso como instância de referência. Atende-se assim à diversidade de processos sociais de institucionalização do religioso, seja na sua organização própria, seja na sua articulação com outras esferas da sociedade, com particular enfoque historiográfico no estudo dos processos de estruturação e configuração do poder, no espaço geográfico historicamente relacionável com a construção de identidades portuguesas, entendidas na sua pluralidade e plasticidade.

Objetivos temáticos
Relação entre os universos religiosos, as suas dinâmicas institucionais e os poderes públicos, no plano local e central, numa perspetiva de legitimação ou de conflituosidade, em contextos históricos diversos, desde a Christianitas europeia, afirmação dos impérios, até ao registo da contemporaneidade marcada pelas lógicas de separação Estado e Igrejas e o desenvolvimento de mecanismos internacionais, tais como Concordatas.
Modelos de organização e processos de distribuição territorial dos universos religiosos, e seu contributo na definição de espacialidades. Estão incluídos problemas como as formas de fixação territorial e enquadramento de populações (através da quadrícula paroquial, por exemplo), a implementação territorial de ordens ou congregações religiosas e o seu contributo na definição e articulação de distintas organicidades religiosas, a delimitação de espaços de influência das diversas confissões religiosas nos espaços ligados ao exercício da soberania portuguesa.
No plano da interação entre as dinâmicas de ação social das religiões, pretende-se discutir e estudar questões como a constituição de confrarias e irmandades, congregações e movimentos associativos de leigos, com atuação reportada ao plano da educação, da assistência, da saúde, da cultura ou da atividade cívica. Numa lógica de longa duração, são abrangidas as transições entre distintas lógicas institucionais e organizacionais do mesmo universo religioso.
Um quarto conjunto de problemas a analisar refere-se ao estudo das mediações operativas produzidas pelos universos religiosos, nomeadamente questões como a criação de instâncias de formação, gestão de processos de estruturação e distribuição do poder, posições e papéis sociais dos diversos grupos, seja a nível do clero, seja dos fiéis em geral. Dá-se atenção às questões de género, às dinâmicas de reprodução social do religioso e à criação de instâncias formativas de lideranças, como sejam escolas, seminários e outras instituições.



| Voltar |


Topo
Logotipo Acessibilidades

Centro de Estudos de História Religiosa
Tel.: (+351) 217 214 130
E-mail: cehr@ft.lisboa.ucp.pt
Web: www.cehr.ft.lisboa.ucp.pt

Universidade Católica Portuguesa > Lisboa > Porto > Braga > Viseu
Página Inicial